quinta-feira, 14 de julho de 2011

O que nos dizem e o que fazem ou Entre a demagogia e o engôdo

Eu queria fazer um post mais longo, mas, no momento, me falta inspiração. O que eu queria registrar aqui é a minha insatisfação com a maneira com que os alunos são manipulados (ou se deixam manipular) por professores e toda a cadeia administrativa das faculdades. Para ser bastante específico vou citar dois casos: primeiro, o SEL; segundo, as Eleições para a Conselho do Curso de Letras.
O meu problema com o SEL é que apesar de toda a propaganda de alunos fazendo parte da comissão e daquela reunião que tem ao final de todo evento, muito pouco (ou quase nada) do que os alunos falam, pedem, etc. é observada. Exemplos: se eu não engano, no ano passado, alunos do primeiro ano de Mestrado estavam excluídos de apresentar comunicações, por que? Porque existia o medo de os alunos apresentarem duas vezes o mesmo trabalho (nas mesas debatedoras e nas comunicações), seria, no entanto, muito mais simples (embora mais trabalhoso) retirar essa restrição e fazer um cotejo entre os resumos submetidos. Outro exemplo, na minha opinião, mais flagrante de que o discurso "quero que os alunos se envolvam o máximo possível" é questionável é o fato de que na reunião do ano passado TODOS os alunos reclamaram (os que não reclamaram pelo menos concordaram) do fato de o projeto para o SEL ter que ser resumido a apenas 6 páginas. Razões não faltavam: 1º o resumo do projeto levava muitas vezes a uma incompreensão da totalidade do texto e a uma "simplificação" de argumentos mais desenvolvidos no "projeto verdadeiro"; 2º como é normal que aconteça (pelo menos me parece normal), partes como "metodologia", "cronograma" e "bibliografia" geralmente são mutiladas quando não simplesmente excluídas, o que leva o debatedor a "notar" a falta desses elementos no texto; 3º desde que eu estou no programa ouço falar que o SEL é em outubro para permitir que os alunos tenham desenvolvido seu projeto na disciplina "Metodologia", no entanto, para o SEL propriamente dito isso não faz muita diferença porque você terá que mexer novamente no projeto, reduzí-lo, muitas vezes desproví-lo de profundidade para fazê-lo caber em 6 páginas!!!
Depois vêem cobrar que você vote no representante discente e dizer que falta envolvimento.
Sobre as eleições para a Conselho do Curso de Letras: depois de muito tempo (final do ano passado) entrei no sistema que gerencia as notas, mensagens, etc. do curso de graduação em Letras (sou aluno no reingresso noturno, língua italiana). Entrando no programa: 2 mensagens. Ambas pedindo para que eu votasse nos membros do conselho do curso de letras. Fui ler isso na quinta e a eleição foi na segunda e na terça, mas até aí eu que demorei para abrir o sistema de gestão e verificar minhas mensagens. Então eu lembrei que estamos em plenas férias, isso seria sintoma do que? As eleições poderiam ser a qualquer momento do ano (se não poderiam pelo menos deveriam), mas eles escolhem justamente o momento em que há menos alunos possíveis para realizá-las. Isso quer dizer que se fosse durante o período de aulas teríamos mais votos de discentes? Não, necessariamente, mas...

ps: esqueci de dizer que o SEL, juntamente com o Congresso Internacional, este ano custa R$80,00 para fazer inscrição. Me lembro de quando custava R$10,00 ou R$20,00, é claro que o evento não era "internacional", mas acho que esqueceram que para os alunos da Pós a inscrição nesse evento é praticamente compulsória, já que, se não me engano, o discente é obrigado a participar de uma "debateção" do seu projeto... Para um congresso sobre fronteiras começamos bem...
ps2: acho que ficou longo o suficiente, o texto.

sexta-feira, 1 de julho de 2011

Chutômetro da Copa América

1ª RODADA

Argentina 2 x 0 Bolívia
Colômbia 2 x 1 Costa Rica
Brasil 1 x 0 Venezuela
Paraguai 3 x 1 Equador
Uruguai 2 x 0 Peru
Chile 2 x 2 México

2ª RODADA

Argentina 3 x 1 Colômbia
Bolívia 1 x 1 Costa Rica
Brasil 2 x 2 Paraguai
Venezuela 0 x 3 Equador
Uruguai 1 x 0 Chile
Peru 1 x 2 México

3ª RODADA

Colômbia 2 x 0 Bolívia
Argentina 5 x 2 Costa Rica
Paraguai 3 x 0 Venezuela
Brasil 2 x 0 Equador
Chile 3 x 1 Peru
Uruguai 0 x 0 México

QUARTAS-DE-FINAL

Argentina 3 x 1 Chile
Colômbia 1 x 2 México
Paraguai 2 x 0 Equador
Uruguai 2 x 1 Brasil

SEMIFINAIS

Argentina 2 x 0 México
Paraguai 0 x 1 Uruguai

DISPUTA DO 3º LUGAR

México 0 x 1 Paraguai

FINAL

Argentina 2 x 2 Uruguai

CLASSIFICAÇÃO FINAL

Campeão: Uruguai
Vice-campeão: Argentina
Terceiro colocado: Paraguai
Quarto colocado: México